Separação de Cômodos com Vidro

Hoje em dia tem se encontrado casas e apartamentos cada vez menores, fazendo com que grandes mudanças viessem a acontecer na decoração de interiores de maneira que ela se adaptasse aos novos tamanhos sem que a decoração do cômodo fosse prejudicada.

Para contornar a redução dos ambientes uma das opções encontradas foi integrá-los, mas muitos se confundem na hora da decoração, por isso, conheça algumas maneiras de decorar o ambiente integrado sem que ele perca suas características.

Maneiras de Separar os Ambientes

Existem diversas maneiras de se separar um ambiente unindo dois fatores importantes, que é o construtivo e o decorativo.

Conseguir conciliar esse dois fatores é essencial para esses ambientes pequenos, pois a partir do momento que a decoração se torna funcional dentro do cômodo não há necessidade de incrementá-la com objetos decorativos ou até mesmo móveis que são dispensáveis.

Dentre todas as maneiras possíveis de separar dois ambientes existem algumas que são mais comuns como, por exemplo, as divisórias vazadas normalmente feitas em paredes de cobogó que separa os ambientes, mas ainda os mantem integrados.

Imagem de Amostra do You Tube

Outras maneiras como a drywall, MMDF e madeiras também são de grande auxílio na divisão e na decoração do ambiente, mas o mais desejado continua sendo a divisória de vidro.

Separando com Vidros

O vidro sempre foi considerado uma peça de sofisticação e modernidade na decoração dos ambientes e por isso se torna perfeito para a divisão de cômodos cujos espaços são reduzidos, pois divide os ambientes sem, necessariamente, separá-los.

Para isso existem diversos modelos como os vidros espelhados, plotado, aramado, colorido, curvo e muitos outros que podem ser utilizados na decoração dos cômodos.

Links Patrocinados
Categorias